Ads Top

Congresso Nacional tem fluxo intenso

Para milhares de pessoas, o início do ano foi a oportunidade de conhecer mais sobre o Congresso Nacional. Até o dia 9 de janeiro, 6.631 pessoas haviam feito a visita guiada, serviço oferecido gratuitamente. O número de visitantes é 45% maior que o registrado no mesmo período de 2018, quando 4.578 pessoas fizeram o passeio. O fluxo de 2019 é ainda mais expressivo se considerados os dias de efetivo funcionamento, já que o serviço foi interrompido nos três primeiros dias do ano devido à posse presidencial.

Entre os visitantes estava o casal Danilo Barros Machado e Tamires Gonçalves Barros, de Goiânia. Eles se dirigiram a Brasília para retirar visto de viagem e aproveitaram para conhecer as dependências e um pouco da história da Câmara e do Senado.

— Eu já tinha vindo, mas ela não, por isso eu quis voltar. Tem muita coisa que a gente nem imagina como era ou como é hoje em dia. Eu gostaria de ter mais conhecimento, de entender como as coisas são para poder acompanhar melhor — explicou Danilo. Para Tamires, o interesse incluiu também a arquitetura, já que ela estuda design de ambientes.


FuncionamentoDe acordo com o coordenador de visitação institucional do Senado, Tadeu Sposito, a visita dura cerca de uma hora e passa pelos principais salões e pelos plenários da Câmara e do Senado. No mês de janeiro, o passeio pode ser feito todos os dias, das 9h às 17h30. Os grupos saem a cada meia hora e são guiados por monitores. O acesso se dá pela rampa principal do Congresso Nacional.

Os visitantes são de todas as regiões do Brasil. Também há turistas de outros países. Somente nesses primeiros dias do ano, pessoas de 35 nacionalidades vieram conhecer o Congresso. Entre os visitantes, há pessoas que vieram de países mais distantes, como Austrália, Japão, Alemanha, Paquistão e Gana, além de vizinhos da Argentina, Venezuela e Bolívia, por exemplo.

Mesmo para quem é de Brasília, a visita muitas vezes pode revelar surpresas. A massoterapeuta Adriana Militão mora há dez anos na capital e nunca havia participado da visitação. Neste ano, ela foi ao Congresso levar parentes que vieram a Brasília para a posse presidencial e aproveitou para saber mais sobre o funcionamento da Câmara e do Senado.

— Eles queriam muito conhecer o Congresso e por isso estamos aqui. É a primeira vez que venho e é uma emoção para mim.

Programa

O programa de visitação é organizado conjuntamente pelas equipes de Relações Públicas da Câmara e do Senado. Em janeiro, o funcionamento é diário, com exceção dos três dias que antecedem a posse dos senadores, marcada para o dia 1° de fevereiro. A interrupção do serviço se dará no dia 29 de janeiro. Para saber mais sobre a visita ou para agendar grupos, basta acessar a página do programa de visitação.

Quem vem visitar o Congresso pode contar, ainda, com a ajuda de aplicativos para celular. Em 2018, um desafio lançado pelo Senado na Campus Party premiou os três melhores aplicativos móveis feitos para tornar a visitação do Congresso Nacional mais interativa.

O vencedor, “Visite o Congresso Nacional”, conta com QR code, que ajuda os visitantes a receber informações sobre elementos presentes no Congresso, como obras de arte. Também oferece visita virtual, com imagens em 360° e guia em áudio.

Os outros aplicativos premiados são “Visite o Congresso”, com informações curiosidades, QR code e visita virtual, e o “VisitApp 3e60”, que permite a quem não pode fazer a visita presencial conhecer o Congresso Nacional por meio de óculos de realidade virtual e um celular.

Fonte: Agência Senado

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.